Para ler na rede

Lista de Natal 1 – Não-ficção

E-mail Imprimir PDF

Dezembro chegou em grande estilo, com trânsito caótico, gente apressada e estressada, boa parte ansiosa pelo fim do ano e as férias de verão. Entre as festas de confraternização da temporada, há que se enfeitar a árvore de Natal e ainda correr para comprar presentes. Para facilitar, as próximas colunas terão listinhas, com muitas sugestões que farão sucesso entre os amigos ocultos ou às claras.

• Para os amantes de futebol (e que integram a maior torcida do mundo): Em Coração Rubro Negro (Ponteio, R$ 49) Márcio Braga relembra suas seis passagens na presidência do Clube de Regatas do Flamengo, incluindo, nos anos 1980, a trajetória lendária do time que conquistou todos os títulos possíveis na época. As deliciosas memórias falam ainda sobre seu envolvimento com as lutas políticas pela retomada democrática no País e tratam com discrição os numerosos romances e os cinco casamentos, que lhe deram oito filhos – um menino e cinco moças, além de uma enteada e uma sobrinha, incorporadas à prole.

coracaorubronegro

• Para iniciados: Não basta gostar de ler para enfrentar as quase 500 páginas de A anatomia da influência – Literatura como meio de vida (Objetiva, 49,90), em que o crítico Harold Bloom demonstra o quanto a obra de alguns escritores reflete o que eles já leram, colocando-se ele próprio na berlinda, ao se dizer influenciado pela produção de Samuel Johnson. Como Bloom é um mestre em estilo e conhecimento, o leitor acaba se deixando levar por sua irresistível prosa – desde que tenha uma dose grande de paixão pela crítica literária que permita compreender as análises sobre o trabalho de trinta autores, partindo de Shakespeare.

haroldbloom

• Para quem gosta de política: Prêmio Jabuti de Não-Ficção em 2013, As duas guerras de Vlado Herzog(Civilização Brasileira, R$ 42,90) é um primoroso trabalho de reconstituição histórica, entremeado com lembranças pessoais do jornalista Audálio Dantas, que relata não só a prisão e morte de Vladimir Herzog, sob tortura, na década de 1970, como a mobilização a partir de seu assassinato, o que contribuiu para o fim do regime militar.

asduasguerrasdovlado

• Para quem não tem vergonha de ser pop: A banda Roupa Nova é quase igual ao ABBA, o grupo sueco que notabilizou-se por lançar canções de imenso apelo popular, totalmente desprezadas pelos críticos de música. No caso do Roupa Nova, a crítica até foi mais generosa, já que um dos primeiros sucessos dos rapazes cariocas foiSapato Velho, de Milton Nascimento. Colecionadores de discos de ouro, eles são os campeões de canções inseridas em trilhas sonoras de telenovelas e permanecem juntos depois de trinta anos de estrada. Mais detalhes em Tudo de Novo – Dos bailes para a história da música brasileira (BestSeller, R$ 50), de Vanessa Oliveira.

tudodenovo

• Para religiosos e ateus: Especialista em religião, o iraniano Reza Aslan deixa de lado o Cristo amoroso, um personagem que teria sido burilado pela Igreja Católica para falar de Jesus de Nazaré como um revolucionário que foi morto por desafiar as leis romanas e os preceitos judeus. Nada muito diferente do que a Bíblia conta, já que Cristo foi preso sob a acusação de conspirar contra a ordem estabelecida, mas em Zelota – a vida e a época de Jesus de Nazaré (Zahar, 36,90), a visão histórica se sobrepõe à mística. Uma polêmica que pode envolver agnósticos, crentes e os desprovidos de fé.

zelota

Anúncios

Sobre Olga

Para alguns, existem deuses e religiões; minha devoção se dirige à literatura. Assim surgiu este blog, um dos milhões que nascem a cada segundo no planeta. Sem pretensões, só para compartilhar um dos prazeres solitários mais subversivos e incompreendidos de que dispomos.
Esse post foi publicado em Sociedade e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s